Biquíni: a escolha certa

Hello!!!!

Hoje vim aqui falar um pouquinho sobre os melhores tipos de biquínis para os diferentes modelos de corpos. Eu, particularmente, tenho muita dificuldade pra achar um biquini que fique perfeito em mim, então resolvi tentar ajudar um pouquinho quem também tem dificuldade! Mas vale lembrar que cada pessoa tem um biotipo diferente, o que acaba deixando cada pessoa especial.

A ideia inicial, era ter postado esse post no começo do verão. Mas uma coisa e outra foi acontecendo e acabei deixando pra lá. Porém, no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro, é verão praticamente o ano todo. Então, acho que não tem problema postá-lo agora, hehe.

Achei mais fácil de visualizar colocando os modelos de biquíni por partes do corpo. O que vocês acharam?? 🙂

20130219-160851.jpg

20130219-160858.jpg
Espero ter ajudado um pouquinho vocês!!
Beijinhos,
Julia

Anúncios

Trend Alert: Body Chain

Oiiee!!!

Gente, os acessórios estão cada vez mais em alta, né? E quanto mais em alta eles ficam, mais inusitados eles se tornam também. A exemplo disso, a gente pode citar algumas das últimas tendências “esquisitas” que fizeram ou ainda fazem sucesso: pulseira de mão, anel articulado, garras, ear cuffs, ankle cuff, entre outras.

20130110-141512A trend da vez é o body chain. Ele tem feito o maior sucesso entre as fashionistas há um tempinho já. O body chain é um acessório que parece um colar, mas caminha junto com a roupa.Ele pode ser tanto delicado e discreto, ou não. Pra quem leva jeito, vale tentar fazer em casa um DIY.

20130110-141810Como a maioria das coisas, não tem muita regra pra combinar não. Lógico que com roupas mais basiquinhas, dá pra usar com mais facilidade um com mais correntes e brilho. Já com as roupas mais chamativas, fica melhor se você usar um daqueles fininhos.

Essa é uma tendência diferente, mas sinceramente? Acho que dá para adaptar perfeitamente ao dia a dia e ficar bem legal. O body chain pode transforma qualquer roupa mais basiquinha num visual mais fashionista. Confiram:

20130110-143203 20130110-143146 20130110-143053

E aí, curtiram?

Beijão,

Julia

Na luta contra a balança

Hey !

O blog cada vez mais, tem se tornado um lugar pessoal, uma vez que já passou a fazer parte das nossas vidas. Por este motivo, decidi trazer à tona um assunto um tanto quanto delicado, não só pra mim, como pra muita gente: Emagrecimento. Esse post vai ser meio que um desabafo.. Às vezes é preciso, né? hehe

Quem nunca fez dietas malucas e não conseguiu nenhum resultado? Posso garantir que você não é a única. Muita gente por aí, inclusive eu, passou o ano todiiinho lutando contra a balança, fazendo coisas inesperáveis e enganando a si mesmo sem nenhum resultado.

Bom, eu sempre fui normal. Tipo, nem gordinha, nem magrinha… Saudável. Porém, há uns 3 anos atrás, eu saí do ballet e engordei, consideravelmente, bastante. No entanto, dali pra frente, aquele corpo acabou se tornando meu “normal”. Confesso, que eu nunca me preocupei tanto em estar “em forma”. Mas acho que isso é quase normal, né? Com o passar do tempo, a gente tem a tendência de se importar mais com o corpo e tal… Enfim, no ano passado, eu perdi muuuito a linha. Engordei absurdamente, assim, do nada. Tipo, do nada não, né.. Nada é por acaso. Eu fiz por merecer, isso sim. Não sei se foi por causa da ansiedade, nervosismo por causa das mudanças que estavam por vir.. Sei lá, isso não importa muito. Porém, esse ano decidi tomar vergonha na cara. Tinha que emagrecer e tira aquelas gordurinhas enormes desse corpo que não as pertencia. Em outra hora eu conto esse processo, isto é, se quiserem saber…

Grande parte das pessoas procuram dietas em revistas e livros da moda pra tentar chegar ao peso idealizado. Elas acabam tentando fazer algo que se pareça com a proposta que estão lendo. Porém, infelizmente quase nunca dá certo. Essas dietas, muitas vezes não são recomendadas por médicos. Então, o primeiro passo, depois de ter tentado reajustar sua alimentação sozinha, é procurar alguém instruído, que possa te ajudar com isso. Mas, acima de tuuuudo, você tem que ter comprometimento com os seus próprios objetivos. Não adianta fazer um zilhão de atividades e não ligar pra alimentação, comer tudo que tem direito ou comer bem e não fazer direito exercícios. A combinação perfeita para o emagrecimento são os quatro pilares dele. Confiram:

1- Tenha um objetivo: Se você não tiver um objetivo, tudo é em vão. Logicamente, ele deve ser mensurável, atingível e com metas claras ao longo do tempo. Não adianta ter um objetivo que não vai conseguir cumprir. Pense em quanto você acha que pode emagrecer por quinzena até atingir o peso desejado.

2 – Dieta: Não adianta não comer bem. Você tem que ter uma alimentação adequada. Se você não faz ideia do que, quanto e quando comer, a melhor coisa que você pode fazer é  procurar um nutricionista.

3 – Exercício: Sem ele, o resultado será menor e a saúde também. Tem que suar na academia, na praia, tanto faz.

4 – Força de vontade: Esse é na minha opinião o pilar mais importante de tudo na vida. Você que tem que decidir emagrecer. Não adianta ninguém ficar no seu pé falando isso. A mudança só vem quando é realmente de dentro. Você tem que ter força de vontade, determinação e perseverança para fazer isso, pois se não tiver, não adianta nem começar.

Galerinha, se você quer emagrecer, tem que correr atrás! Ninguém vai fazer isso por você! Até mesmo porque no pain, no gain!!!

Ufa! Meio complicadinho esse assunto, mas acho que vale muito a pena abordá-lo aqui. O que vocês acharam?? Comentem!!!!

Beijão!!

Julia